Cooperativas celebram a força de atitudes voluntárias no Dia de Cooperar

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Praça Mauá, um dos espaços mais bonitos do Centro do Rio de Janeiro e que abriga o moderníssimo Museu do Amanhã, recebeu neste sábado, 06, a celebração do movimento Dia de Cooperar. Cooperativas e voluntários trabalharam para oferecer serviços gratuitos de saúde, beleza, cultura, educação e cidadania para quem passasse pelo local. As iniciativas também celebraram o Dia Internacional do Cooperativismo, que este ano teve como tema “Cooperativas em prol do trabalho decente”.

Veja as fotos clicando aqui

Vinte cooperativas e mais de vinte instituições parceiras, apoiadas com o trabalho de 400 voluntários, transfotmaram um dos espaços mais visitados do Rio de Janeiro em um grande palco de mobilização social. ‘‘Estamos bem próximos ao Morro da Providência, a primeira favela do Brasil, e de várias outras comunidades. Aqui é possível oferecer serviços gratuitos e de qualidade para quem precisa. Nossa missão vai além de apenas ofertar iniciativas. Estamos aqui mostrando como as cooperativas ajudam a transformar vidas e auxiliam no desenvolvimento socioeconômico do país”, declarou Vinicius Mesquita, presidente do Sistema OCB/RJ.

Entre as cooperativas presentes, esteve a Coopidade (Cooperativa dos Cuidadores de Idosos e Doentes Dependentes), que atua no Rio de Janeiro há mais de 20 anos e possui cerca de 300 associados.  “O Dia C é uma grande oportunidade para mostrarmos à toda população a importância do Cooperativismo e as ações e serviços de qualidade que hoje oferecemos em nosso estado. Da mesma forma, é um espaço para mostrarmos o trabalho realizado por nossos técnicos de enfermagem e cuidadores”, disse Rosa Maria Souza, presidente da cooperativa.

Para a carioca Renata Reis, 34 anos, moradora do bairro Santo Cristo, a celebração do Dia C foi uma grande oportunidade para conhecer vários serviços de cooperativas. “Vi nas redes sociais que aconteceria este evento hoje e, como precisava tirar a segunda via de minha Carteira de Identidade, acabei vindo. Achei que só ia aproveitar essa parte, mas está tudo tão organizado que cortei o cabelo, fiz massoterapia e estou aproveitando os shows. Adorei!”, contou.

E há sempre quem doa seu tempo pela primeira vez. É o caso da voluntária Paula Cardoso, que esteve no encontro auxiliando quem chegava para usufruir dos serviços. ‘‘Nunca pensei que algo tão simples, como o trabalho que estou fazendo hoje, pudesse realmente ajudar outras pessoas. O reconhecimento, o obrigado recebido ao final de cada atendimento me mostra que ser voluntário é uma dádiva’’, comentou.

As atrações musicais foram o ponto alto dos festejos e animaram o público presente. A banda Unijazz Brasil, o Grupo Chegando de Surpresa (com garis da Comlurb – serviço de limpeza urbana municipal), a Banda Um Amô e a Banda Fina Batucada apresentaram uma diversidade de estilos musicais que agradaram cariocas e turistas. A celebração do Dia C no Rio de Janeiro recebeu um público de cerca de três mil pessoas e foi considerado um grande sucesso pelas cooperativas. “Estamos muito felizes. Todos que passaram por aqui hoje saíram conhecendo um pouco mais sobre Cooperativismo e seu poder de transformação social”, ressaltou Abdul Nasser, Superintendente Sescoop/RJ.

Fonte: Ex-Libris/Assessoria de Imprensa – Dia de Cooperar

Comunicação

Comunicação

Você também pode gostar de:

Agenda Institucional

[tribe_mini_calendar limit="3"]