Sistema OCB/RJ acompanha audiência pública que discute regulamentação de motoristas de aplicativo no Rio

O conselheiro de administração do Sescoop-RJ e presidente da Cooperativa de Táxi Novo Rio Coop, Marcos Bezerra, representando o presidente do Sistema OCB/RJ, Vinicius Mesquita, participou nesta quinta-feira (6/12), no plenário da Câmara Municipal do Rio, da Audiência Pública para discussão do Projeto de Lei Complementar (PLC) nº 78/2018, que modifica as regras para o funcionamento de aplicativos de transporte de passageiro na cidade.

De autoria dos vereadores Jorge Felippe e Vera Lins, a PLC 78/2018 prevê que o total de veículos ofertados por todos os aplicativos ocorra na proporção de um carro para cada 750 habitantes. Essa medida reduziria de 100 mil a cerca de 8 mil motoristas de aplicativo no Rio de Janeiro.

O novo projeto também pretende proibir pontos de parada para aplicativos em eventos, aeroportos e rodoviárias, além de obrigar que os carros utilizados pelos motoristas sejam emplacados no município. A nova PLC também exigiria dos motoristas, assim como já cobra dos taxistas, um tempo máximo de vida útil dos seus veículos: seis anos após a fabricação

Os favorecidos, caso o projeto de lei seja aprovado, serão os motoristas de táxi do Rio, que hoje enfrentam a concorrência dos aplicativos.

Segundo dados citados durante a audiência, há 52 mil taxistas na cidade (31 mil permissionários e 21 mil auxiliares) , sendo cerca de 23 mil deles cadastrados no  Taxi.Rio.

Fonte: Comunicação do Sistema OCB/RJ