Cooperativa Agro Verde participará de Feira Internacional de Produtos Orgânicos

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Aipim, macaxeira, maniva, uaipi ou xagala, são as variações do nome da mandioca em todo território brasileiro. Essa raiz que é fonte de fibras e isenta de glúten, carrega versatilidade no nome, nas condições de plantio e nas formas de preparo. O alimento é o carro chefe da Agro Verde Cooperativa de Produtores Rurais na 14ª edição da BioBrazil 2018. A cooperativa foi um dos 10 empreendimentos selecionados pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), por meio de chamada pública, para participar da Brazil Fair | Biofach América Latina – Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia. A feira acontecerá no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, de 6 a 9 de junho.

A cooperativa foi fundada em junho de 2012 com o nome de COOPRJAP (Cooperativa de Produtores Rurais de Japeri). O processo de criação contou com a participação de cinco famílias e hoje tem a colaboração de aproximadamente 50 famílias. Inicialmente, no assentamento Normandia, em Engenheiro Pedreira, Japeri, forneciam os serviços apenas para pequenas feiras na própria região da cooperativa e pequenos mercados. Atualmente, comercializam para a Secretaria de Educação do estado do Rio de Janeiro e prefeituras. Agora, a matriz funciona em Duque de Caxias, Rio de Janeiro.

Desenvolvendo projetos de aumento da abrangência comercial para a rede hoteleira e cruzeiros, além de focar na área de exportação, a Agro Verde aguarda com muitas expectativas a sua primeira participação na Bio Brazil Fair. Diego Barreto, 29 anos, representante comercial da Agro Verde, destaca que a relação com a terra é algo que vem se desenvolvendo a cada dia, procurando sempre aprender com os cooperados, fica cada vez mais envolvido e encantado com todo o processo da prática da agricultura.

“A nossa expectativa é sempre a melhor possível onde possamos agregar valor, destaque e divulgação da Agro Verde. Esperamos uma oportunidade muito boa de contatos comerciais e divulgação dos produtos, para que torne a cooperativa mais conhecida em âmbito nacional”, pondera Diego.

Nessa edição a cooperativa está levando para a feira a mandioca já processada, cortada, descascada e embalada a vácuo; banana passa, farinha de mandioca e farinha de tapioca. “Acreditamos que a mandioca será a grande novidade e o grande triunfo da cooperativa na feira”, conclui.

Bio Brazil Fair

A Bio Brazil Fair| Biofach América Latina é hoje a plataforma oficial do mercado de produtos orgânicos na América Latina. Reúne desde empresas líderes de mercado até pequenos produtores. A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) apoiará 10 empreendimentos selecionados por meio de chamada pública para participarem do estande coletivo da pasta.

Cada empreendimento terá um espaço preparado para expor, negociar e vender os produtos, além de um catálogo de apresentação comercial e acompanhamento técnico para abertura de novos mercados. Todos os empreendimentos atenderam aos critérios de possuir a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) jurídica e produtos com certificação orgânica reconhecida pela legislação. “A Bio Brazil Fair| Biofach América Latina é uma ótima oportunidade de comercialização para os agricultores familiares. O evento funciona como vitrine para alavancar as vendas do setor, além de fortalecer e reconhecer a agricultura familiar”, afirma o secretário especial da Sead, Jefferson Coriteac.

Os outros participantes brasileiros que estarão no estande são: Fazenda Bacuri, Coopeg Coopfam, Coopavam, Cootap, Weber Haus, Coopernatural, Cooperacre e Comapi.

Serviço
Bio Brazil Fair 2018
Data: 6 a 9 de junho de 2018
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi, São Paulo.

Fonte: Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário

Comunicação

Comunicação

Você também pode gostar de:

OCB moderniza ramos do cooperativismo

O presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, explicou que nada muda na rotina das cooperativas e que a mudança se faz necessária para promover o fortalecimento e dar maior representatividade para alguns segmentos de cooperativas.

Ler mais »

Agenda Institucional

[tribe_mini_calendar limit="3"]