Coopercanol recebe novos equipamentos

A Cooperativa de Produtores de Café do Noroeste Fluminense (Coopercanol) teve no início do mês de abril um motivo para festejar.No último dia 5, a instituição recebeu novos equipamentos através do programa Rio Rural, iniciativa da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento. A solenidade de entrega aconteceu na sede da cooperativa, localizada no município de Varre-Sai.

Todo o material e veículos entregues – no valor de cerca de R$ 400 mil – são para beneficiados com subprojetos individuais e coletivos do projeto. A cooperativa reúne aproximadamente 150 produtores de café e também foi beneficiada com projeto de incentivo à cadeia produtiva, com a aquisição de equipamentos que vão complementar a estrutura de beneficiamento da unidade.

Além do presidente da Coopercanol, José Ferreira Pinto, estiveram presentes na solenidade a presidente da Emater-Rio, Stella Romanos, os prefeitos Léo Coutinho (Porciúncula), Silvestre Gorini (Varre-Sai) e Marcionílio Botelho (São José de Ubá).

Participando de sua última solenidade como secretário estadual de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento – em 6 de abril, voltou a ocupar o cargo de deputado estadual – Jair Bittencourt comentou sobre a entrega.

“A Coopercanol é uma cooperativa que reúne os cafeicultores de Porciúncula e Varre-Sai. São municípios que produzem boa parte do café do Noroeste Fluminense e, portanto, beneficiar esses produtores com maquinários e equipamentos é algo que nos satisfaz muito, pois sabemos que, assim, estamos oferecendo ainda mais oportunidades”, disse.

Investimentos

Ressalta-se que a cooperativa já vem recebendo investimentos do poder público. Em 2015, – com R$ 1,7 milhão do BNDES, somados aos R$ 830 mil empenhados pela Secretaria de Estado de Agricultura, via programas Rio Rural e Rio Café, no polo cafeeiro – foi inaugurado um módulo de produção.

Com isso, o grão passou a sair selecionado e classificado do próprio estado para exportação ou venda aos mercados consumidores de alto padrão. Anteriormente, o café de boa qualidade da região seguia para Minas Gerais e Espírito Santo para ser rebeneficiado.

Polo Cafeeiro

A Região Noroeste concentra 70% da produção estadual de 250 mil sacas/ano. De acordo com dados da Emater-Rio (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural), o polo cafeeiro do Noroeste envolve mais de 2,5 mil produtores em área superior a 10 mil hectares. Varre-Sai é o maior produtor estadual de café, com 90 mil sacas/ano, 940 produtores e área cultivada de 4.760 hectares.

 

Reportagem: Richard Hollanda – Comunicação Sistema OCB/RJ (Com informações de assessoria)