Sistema OCB/RJ promove debate sobre violência contra as mulheres

Sistema OCB/RJ promove debate sobre violência contra as mulheres

O Sistema OCB/RJ realizou nesta quarta (12/12), em seu auditório, o terceiro encontro “O Cooperativismo na conscientização dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”. Os dois primeiros ocorreram em Maricá, no último fim de semana. Desta vez, a atividade reuniu colaboradores da instituição e discutiu aspectos referentes a esta mobilização internacional anual, que é praticada simultaneamente por diversos atores da sociedade civil e poder público.

A roda de conversa foi conduzida pela escritora Vilma Piedade, autora do livro Dororidade – conceito criado por ela para questionar a ideia de sororidade (união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo) em busca de alcançar objetivos em comum. enquanto exercício de irmandade entre todas as mulheres.

“A dororidade nos faz olhar para as três questões juntas. Obriga a olhar para a dor que o racismo provoca, e essa dor é preta”, afirma. “Não é que a dor das pretas seja maior. Dor é dor, mas dói muito mais ser mulher atacada pelo machismo e pelo racismo”, disse Vilma, que é pós-graduada em Ciência da Literatura pela UFRJ, integrante da organização feminista PartidA Rio e da Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB). Ou, como ela mesma resume, “mulher preta, brasileira e feminista”.

No debate também foram apresentados alguns números que mostraram que nos últimos 10 anos da Lei Maria da Penha houve um aumento de 54% no número de homicídios praticados contra mulheres negras e uma redução de 9,8% nos homicídios contra mulheres brancas, conforme dados do Mapa da Violência da Faculdade Latino Americana de Ciências Sociais. Além disso,  a taxa de Taxa de feminicídios no Brasil é a quinta maior do mundo – o número de assassinatos chega a 4,8 para cada 100 mil mulheres, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Quem também marcou presença e acrescentou temas à discussão foi a socióloga e pesquisadora em gênero pela Fundação Oswaldo Cruz, Ana Cláudia Brito.

Agenda

O próximo encontro ocorrerá na sede da Cooperativa Coopfturo, localizada na Avenida Monsenhor Félix, 512, Irajá, Rio de Janeiro.

Reportagem: Bruno Oliveira – Analista de Comunicação do Sistema OCB/RJ