Em evento, Coop-Proalt reforça importância da Multimistura Multivida

A desnutrição infantil ainda é uma triste realidade brasileira, principalmente em regiões mais longínquas. Para reverter esse cenário, a Pastoral da Criança vem adotando a Multimistura Multivida – composto com gergelim, fubá, farelo de trigo e pó da folha de mandioca e que atende a 10 mil crianças em 12 municípios. Em Volta Redonda, o complemento alimentar é produzido pela Cooperativa de Produção Alternativa (Coop-Proalt), que no dia 12 de dezembro promoveu um encontro com o objetivo de mostrar o composto alimentar e a importância da cooperativa.

O evento contou com a participação de representantes do Sistema OCB/RJ, de prefeituras de cidades do Médio Paraíba, da Fundação Beatriz Gama e da Casa da Criança e do Adolescente de Volta Redonda.

A Coop-Proalt tem quase 20 anos de história e é a única fabricante qualificada e certificada no estado do Rio de Janeiro que pode produzir a Multimistura Multivida – desde a plantação até o empacotamento e distribuição. Além do farinato, a cooperativa produz alimentos orgânicos –  vendidos em feiras orgânicas na região do Médio Paraíba – sucos e doces, além de possuir um buffet para eventos.

O presidente do Sistema OCB/RJ, Marcos Diaz, marcou presença e reafirmou a importância da cooperativa para Volta Redonda e outras cidades do Médio Paraíba. “O Interesse pela Comunidade é um dos princípios do cooperativismo e a Coop-Proalt vem exercendo essa função como poucas. Por isso, o Sistema OCB/RJ tem um olhar especial para ela, sempre procurando saber a realidade da cooperativa e, dentro das possibilidades, ajudar a instituição no que for possível”, comentou.

O diretor da OCB/RJ, Ângelo Galatoli, também foi ao evento e ratificou a posição do presidente Marcos Diaz. “A Coop-Proalt faz um trabalho fantástico para a sociedade e isso não pode se perder. Nós da OCB/RJ estamos empenhados em promover ações que desenvolvam a cooperativa, ampliando a sua finalidade, que é o de reduzir a desnutrição infantil”, disse Galatoli.

A presidente da Coop-Proalt, Luzinete de Jesus Nunes, disse que a esperança é o que motiva o funcionamento da cooperativa. “Nosso desejo é continuar alimentando crianças que estão em situação de risco e oferecer uma vida melhor. Não nos cansamos e quando vemos uma criança forte e bem nutrida ficamos felizes, pois melhoramos a vida de mais uma pessoa”.

Ao fim do evento, aconteceu um almoço de confraternização.

Reportagem: Richard Hollanda – Comunicoop – Assessoria de Comunicação do Sistema OCB/RJ