Comitiva da Índia conhece o cooperativismo brasileiro

Comitiva da Índia conhece o cooperativismo brasileiro

O Sistema OCB/Sescoop-RJ recebeu, em 14 de novembro, nove dirigentes ligados ao governo do estado de Chhattisgarh, na Índia. Entre eles, o Secretário de Estado de Florestamento, Mahesh Gagda,. A comitiva foi recebida pelo presidente Marcos Diaz, pelo diretor Angelo Galatoli e por assessores e técnicos da instituição. O objetivo da visita foi conhecer o movimento cooperativista brasileiro.

Representando a OCB Nacional, o analista de Relações Institucionais, João Martins, fez uma apresentação dos números do cooperativismo no Brasil, seu impacto na economia do país e explicou a atuação da OCB, do Sescoop e da Cncoop.

A preocupação com as florestas foi um dos temas do encontro.  Na conversa, os dirigentes receberam informações sobre os ramos cooperativistas existentes no Brasil, as principais potências no estado, qual a preocupação das cooperativas brasileiras no que tange ao reflorestamento e como vem sendo a relação entre cooperativa versus meio ambiente.

Presente à reunião, a presidente da Cooperativa de Produtores Rurais AgroVerde – fundada em 2012 e com mais de 180 cooperados – Maria do Socorro explicou como vem sendo feito o trabalho ao longo dos anos, sempre com a preocupação com o meio ambiente.

“A cooperativa nasceu em Japeri, na Baixada Fluminense, e hoje, é composta por agricultores familiares de outras cidades fluminenses. Nossa preocupação é oferecer um produto de qualidade, sem agredir o meio ambiente. Nossos cooperados são preocupados com essa questão, pois sabemos que isso é extremamente ruim. Por serem, também, agricultores familiares, nossos cooperados entendem que respeitar a natureza tem retorno significativo Alguns deles, já fazem todo o processamento dos produtos, que são entregues à AgroVerde”, disse Maria do Socorro.

O representante indiano, Mahesh Gagda, gostou dos dados e do exemplo AgroVerde. Ele deseja estreitar ainda mais os laços entre os dois países. “As informações que nos foram passadas são valiosas e acredito que em breve possamos fazer novos negócios com as cooperativas brasileiras”, afirmou Gagda, que convidou o presidente Marcos Diaz para uma visita ao estado.

Anfitrião do encontro, o presidente do Sistema OCB/Sescoop-RJ, Marcos Diaz, ficou satisfeito com a reunião. “Esta é a segunda vez que recebemos uma comitiva indiana. Assim como na primeira, o encontro nos serviu para passarmos a nossa realidade e conhecer a deles. Acredito que as cooperativas brasileiras e fluminenses têm muito a contribuir para a ampliação de novas ações entre os dois países”, disse.

Cooperativismo na Índia

A Índia, além de ser um dos países mais populosos do mundo, tem o cooperativismo como uma de suas forças. Números mais recentes mostram que existem mais de meio milhão de cooperativas no país, que congregam 230 milhões de cooperados. Entre os destaques na Índia está o setor lácteo, no qual as cooperativas são responsáveis por 94% da produção.

Chhattisgarh tem sua economia baseada na mineração, agricultura, produção de energia e fabricação. O estado possui um dos maiores depósitos de carvão, minério de ferro e outros minerais, e é um importante fornecedor regional de eletricidade, tanto de geradores térmicos como hidrelétricos. Cerca de metade das terras são agrícolas, enquanto a maior parte do restante está sob cobertura florestal ou, de outra forma, não é apropriada para o cultivo.

Reportagem: Richard Hollanda – Comunicoop – Assessoria de Comunicação do Sistema OCB/RJ