Cooperativa Agroverde participa da Saitex – Feira Internacional de negócios multissetorial

Cooperativa Agroverde participa da Saitex – Feira Internacional de negócios multissetorial

A Cooperativa de Agricultores Rurais (AgroVerde), localizada no Rio de Janeiro, participou entre os dias 25 e 27 de junho, em Johannesburg, da Saitex 2017 – Feira Internacional da África do Sul, maior evento de negócios multissetorial do continente africano. A convocação foi feita pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) por meio de chamada pública e o requisito para a inscrição era ter a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) jurídica.

Na Feira, a AgroVerde expôs no estande Brasil – Family Farming alimentos orgânicos e artesanais, como café orgânico, cachaça, aipim a vácuo, geleias de frutas, doces em compotas e desidratados e farinhas.

Para um café fresquinho, a cooperativa apostou no orgânico tipo ‘Conilon’, produzido há mais de 40 anos. Os agricultores são da mesma família e todos participam da produção, que dura cerca de 30 dias.

“Tivemos um êxito muito grande, com grande procura dos produtos expostos muito além do que o esperado. Diversos países se interessaram dentre eles: Botswana, Lithuania, Africa do Sul e Angola”, relatou Diego Barreto, um dos representantes da AgroVerde na feira.

Os alimentos da Cooperativa apresentados na Saitex fazem parte de um projeto que prevê o cuidado com o solo, o manejo correto do plantio e a qualidade dos hortifrútis e das leguminosas. Segundo os produtores, a AgroVerde pensou na qualidade de vida e na segurança alimentar, com o objetivo de oferecer alimentos livres de agrotóxicos.

AgroVerde

A Agro Verde foi fundada em 2012 e investe em alimentos saudáveis. As produções são comercializadas para restaurantes, hotéis, prefeituras do Rio de Janeiro, Pinheiral e Volta Redonda, além das instituições de ensino, por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead). A presidente da Agro Verde, Maria do Socorro da Silva, acredita que a participação na Feira é um momento de incentivo aos produtores rurais. “Percebo que essa movimentação gerou nos agricultores uma valorização do que eles plantam. A Feira trará mais visibilidade para o trabalho dos produtores”, observa Maria.

Sobre a Saitex

Em sua 24ª edição, a Saitex recebeu mais de 400 expositores de 25 países. De acordo com a analista de Políticas Sociais da Sead, Heloísia Fontes, a feira foi uma oportunidade de negócios e crescimento para os agricultores familiares “Só a África do Sul importa, por ano, cerca de 7 bilhões de dólares em alimentos e bebidas. É um mercado que tem grande demanda e necessidade de produtos diferenciados como os nossos. Para aquelas cooperativas que ainda não haviam participado de nenhum evento internacional foi um ótimo começo, pois com excelentes oportunidades de comercialização”, explica.

O estande da agricultura familiar na Saitex promoveu as cooperativas e produtos brasileiros que têm capacidade de exportação. O público da feira foi formado não só por países do continente africano, mas também da Ásia e Europa. Nas últimas edições, os produtos do Brasil foram negociados no mercado chinês e europeu.

A Saitex é um evento de prospecção de negócios e não é permitida a venda direta da produção aos visitantes. O objetivo é promover a exportação e apresentar os produtos para grandes compradores, como mercados varejistas, promover rodadas de negociações e também auxiliar os agricultores nas transações comerciais.

Além da Sead, outros órgãos brasileiros estiveram presentes na Saitex, entre eles o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Fonte: Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário