Instituto Sicoob atende 645 pessoas durante Semana de Educação Financeira no Rio

Instituto Sicoob atende 645 pessoas durante Semana de Educação Financeira no Rio

O Instituto Sicoob, com patrocínio do Sescoop-RJ, realizou na última semana, entre os dias 08 e 12 de maio, o evento Consultoria Financeira, no Largo da Carioca, no Centro do Rio de Janeiro. A ação foi gratuita e promoveu diversas palestras sobre educação financeira e atendimento individualizado com orientações financeiras.

Ao longo dos cinco dias de evento, planejadores financeiros e voluntários do Instituto Sicoob atenderam diretamente 645 pessoas. Do total  85% foram casos de endividamento com cartões de crédito, parcelas e juros a pagar. Os demais atendimentos foram para orientar sobre  o melhor uso do dinheiro frente ao orçamento e para investimentos.

De acordo com a coordenadora do evento, Silvana Lemos, a avaliação é a constatação que tão pouco a população sabe sobre educação financeira e o mais gratificante foi ver a satisfação tanto das pessoas atendidas quanto dos voluntários que prestaram este serviço.

A voluntária Márcia Silveira fez mais de 30 atendimentos no decorrer da semana. O caso que mais a preocupou foi o de um rapaz de 22 anos que mora com 11 familiares numa casa humilde. Ele é um dos que mais contribui em casa com seu salário de R$ 1.200,00 mensais como vendedor, paga faculdade e se forma dentro de três semestres. “Ele vai começar numa profissão nova, quer aprender inglês para se qualificar e precisa tirar carteira de habilitação para dirigir. O dilema dele é ter que escolher entre ajudar a manter a família ou seguir em frente”, disse Márcia Silveira, tocada pela situação.

O voluntário Victor Pires, do Sicoob Central Rio,  relatou que atendeu uma senhora que devia o cartão de crédito há três meses. “Pensou até em vender o imóvel, mas ficou mais tranquila ao ser informada do limite que poderia dispor para tentar uma renegociação. Saiu de bom astral e eu também me senti muito bem em ajudar”, contou.

Rebeca Joviana e Paulo são casados e sócios numa microempresa de produção audiovisual. Paulo andou namorando a compra de um carro novo. Rebeca era contra. O juiz foi o voluntário Márcio Lambranho, do Sicoob Empresas. Lambranho percebeu que o maior problema nesse caso era separar as duas despesas: a pessoal e a da empresa e bateu o martelo: “Vocês precisam definir o pro labore de cada um”.  No fim das contas, a ideia do carro deu marcha à ré e os sócios, em vez de discutir a relação, saíram pensando nos valores dos respectivos ganhos.

O presidente do Sicoob Fluminense, Neilton Ribeiro da Silva, declarou que já participou de muitos momentos no cooperativismo, mas as horas que pode exercer a função de Consultoria na praça, com as pessoas falando de suas vidas, contando seus dramas, essas lembranças nunca sairão da sua memória.

Participaram da ação 75 voluntários. O evento teveém a parceria da Planejar – Associação Brasileira de Planejadores Financeiros, da Porto Seguro e do Sebrae/RJ.

Veja a galeria de fotos:

Fonte: Instituto Sicoob