Seminário discute democracia econômica e de gênero

Seminário discute democracia econômica e de gênero

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) sediou um importante debate no dia 9 de maio. O Sistema OCB/Sescoop-RJ, junto com o Instituto Brasileiro de estudos em Cooperativismo (Ibecoop), a Comissão de Direito Cooperativo (CEDC) e a OAB Mulher, realizou o Seminário Cooperativismo: Democracia econômica e de gênero.

Na ocasião, foi lançada a obra “O Pensamento feminino na construção do Direito Cooperativo”, e alguns exemplares do livro foram sorteados para a plateia. Presente ao evento, o presidente do Sistema OCB/Sescoop-RJ, Marcos Diaz, citou a importância da obra para o Cooperativismo brasileiro.

“Até o ano 2000 praticamente não tínhamos publicações a esse respeito. Para falar de Cooperativismo tem que ter paixão. Esse livro é um marco na história do Cooperativismo no Rio de Janeiro e a OCB se orgulha de fazer parte disso”, comentou o presidente.

Ao lado do presidente, estiveram na mesa de abertura a presidente da OAB Mulher, Dra. Marisa Gaudio, a vice presidente do Instituto dos Advogados do Brasil (IAB), Dra. Rita Cortez, a juíza de Direito TJ/RJ e membra do Ibecoop, Dra. Raquel Chrispino, a diretora administrativo-financeiro do Sicoob Central Rio e da Cooperativa de Crédito do Ministério Público do RJ (Coomperj), Virgínia Northrup, e a representante do Sicoob Central Cecresp, Natália Escarlate.

Depoimentos:

“Essa obra mostra que nós, mulheres, podemos, devemos e sabemos falar sobre o que quiser. É uma mostra de nosso empoderamento, dizer para que viemos” Dra. Marisa Gaudio.

“Feminismo e Cooperativismo unidos têm um potencial grande de crescimento. O Direito Cooperativo é coerente com o princípio da igualdade” , Dra. Raquel Chrispino.

“Sou admiradora do trabalho que se faz no segmento. O Cooperativismo estimula valores de democracia, igualdade e fraternidade. Vejo esse debate com muitas linhas em comum e é importante no momento que o Brasil vive hoje”, Dra. Rita Cortez.

“A mulher batalha pela ocupação de seu lugar. Sou cooperativista e essa obra é um ganho para nosso segmento” Virgínia Northrup.

“É uma honra estar ao lado de importantes pessoas do Cooperativismo. Estou bastante honrada com essa obra, nesse ramo que é composto por mais homens” Natália Escarlate.

 Paineis de debate

Durante o Seminário, aconteceram debates importantes divididos em três temas. A educação cooperativista foi o assunto do primeiro painel, abordando temas como reflexões em torno da reserva para a educação e formação cooperativas e o princípio da educação cooperativa na solução de conflito entre as cooperativas e sócios

A professora Deolinda Meira, do Instituto Politécnico do Porto, CIRIEC Portugal e Ibecoop, e a Dra. Marília Ferraz Teixeira, da Universidade Austral e do Ibecoop foram as palestrantes.

No segundo painel foram debatidas as questões judiciais ligadas ao Cooperativismo, tais como Judicialização e mediação cooperativista. A Dra. Marisa Gáudio, presidente da OAB Mulher, e a Dra. Marianna Ferraz Teixeira, da Universidade Austral e do Ibecoop foram as palestrantes.

No último painel, a questão de gênero na economia e no Cooperativismo foi discutida, abordando temas como Desafios do cooperativismo na promoção da igualdade de gênero e Gênero e Cooperativismo sob a perspectiva LGBTI. A Dra. Gislaine Caresia, presidente da Comissão de Direito Cooperativo OAB/SP, e a Dra. Raquel Castro, conselheira da OAB/RJ e presidente da comissão de Direito Homoafetivo OAB/RJ) conduziram os debates.

Reportagem: Júlio Camacho – Comunicoop – Assessoria de Comunicação do Sistema OCB/RJ