Dia C presente em comemoração indígena

Dia C presente em comemoração indígena

Comemorado no dia 19 de abril, o Dia do Índio foi marcado por vários eventos na Aldeia Tekoa Ka’Aguy Ovy Porã (mata Verde Bonita, em tupi guarani), em São José do Imbassaí, Maricá.. Em um deles, as crianças indígenas plantaram diversas mudas de plantas da Mata Atlântica. O plantio foi fruto de parceria entre a Secretaria de Economia Solidária, o Sistema OCB/RJ e a tribo, liderada pelo cacique Darcy Tupã. Esta foi a segunda etapa Da Campanha do Dia de Cooperar (Dia C) que começou no seminário realizado em dezembro de 2016. A ação atingiu aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 4 – Educação Inclusiva; 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis; 13 – Ação contra a Mudança Global do Clima e 15 – Vida Terrestre

As mudas plantadas levam o nome de cada curumim da aldeia, algo que têm como objetivo fortalecer as raízes culturais de sustentabilidade ambiental e a cultura da cooperação a partir das crianças, além de ampliar a interação entre os organizadores da iniciativa. A delegada do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Danielle Barros, que visitou a aldeia a convite do Sistema  OCB/RJ e da Secretaria de Economia Solidária, ficou satisfeita em ver a interação da cidade com os índios. Para ela, é fundamental este tipo de ação para fortalecer os vínculos e demonstrar o respeito que é importante nesta relação. “Fiquei muito satisfeita em perceber a interação da cidade em torno deste dia. Meu desejo é que se plantem muitas mudas aqui, em todos os sentidos”, afirmou, demonstrando interesse em fechar parcerias para trazer projetos que venham a beneficiar a população maricaense.

Foram distribuídos kits com bolsas ecológicas, camisas e garrafas de água e bonés para as crianças. Depois do plantio das mudas, os participantes sentaram em uma grande roda de conversa para debaterem sobre a importância da iniciativa. O cacique Darci Tupã falou às crianças primeiro em guarani e depois para todos em português sobre o que elas acabaram de fazer. “O plantio é um exemplo muito importante para as crianças. Elas vão cuidar dessas mudas e crescer junto com elas. Vão se tornar caciques, pajés e terão a responsabilidade de cuidar da aldeia no futuro”, pontuou Tupã.

Em seguida foi realizada uma dinâmica relacionada à pedagogia da cooperação, conduzida pela cooperada Regina Ramos de Carvalho.

O secretário de Economia Solidária, André Braga, afirmou que a Economia Solidária e o cooperativismo têm origem nas tribos e fazem parte da cultura indígena. “Para o atual governo municipal este é um resgate da história com justiça e solidariedade. Esta ação solidária que realizamos hoje, tem tudo a ver com a cultura de vocês, com a história de vocês”, ressaltou.

A assessora da presidência do Sistema OCB/RJ, Sabrina Oliveira acrescentou que a atividade amplia o trabalho da divulgação do cooperativismo. As mudas foram cedidas pelo Instituto Terra de Preservação Ambiental (ITPA) que disponibilizou o material logo que entendeu a importância da iniciativa. “Quero agradecer a viabilidade de nossa participação neste evento. Assim podemos além de ajudar divulgar o cooperativismo alcançar mais pessoas”, afirmou.

Fotos:

Fonte: Prefeitura de Maricá