Marcos Diaz participa da Cerimônia de Posse das Novas Diretorias Executivas do Sistema Unimed

Marcos Diaz participa da Cerimônia de Posse das Novas Diretorias Executivas do Sistema Unimed

O Sistema Unimed está pronto para um novo ciclo. Mais do que nunca, os olhares se voltarão à integração e sustentabilidade das 348 cooperativas, ao atendimento de qualidade aos beneficiários e a oferecer melhores condições de trabalho e remuneração aos 114 mil médicos cooperados de todo o País.

Esses compromissos foram reafirmados pelos presidentes eleitos da Unimed do Brasil, Unimed Participações, Seguros Unimed e Central Nacional Unimed (CNU) durante a cerimônia de posse que os apresentou oficialmente à sociedade brasileira, em 12 de abril, na Sala São Paulo, capital paulista.

Orestes Pullin, da Unimed do Brasil, Nilson Luiz May, da Unimed Participações, Helton Freitas, da Seguros Unimed, e Alexandre Augusto Ruschi Filho, da CNU, representaram suas respectivas Diretorias Executivas, eleitas recentemente durante Assembleias Gerais Ordinárias. Junto a eles, estavam Eudes de Freitas Aquino, ex-presidente da Unimed do Brasil, e Mohamad Akl, ex-presidente da CNU. O presidente do Sistema OCB/RJ, Marcos Diaz, acompanhou a solenidade. Também estiveram presentes Dr. Sebastião Barbosa, Diretor Presidente da Unimed Centro Sul Fluminense e Conselheiro do Sescoop-RJ; Dr. Luiz Paulo, Presidente da Unimed Volta Redonda e Diretor de Mercado da Unimed Seguros; e Dr. Tales Azevedo, presidente da Unimed Costa do Sol e Diretor de Intercâmbio da Federação das Unimed do Estado do Rio.

A mesa solene foi composta ainda por representantes de entidades de saúde, do cooperativismo e autoridades: José Carlos Abrahão, presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS); Eduardo Ribeiro Adriano, secretário adjunto da Saúde de São Paulo, representando o governador Geraldo Alckmin; Edivaldo Del Grande, presidente da Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo (Ocesp) e vice-presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB); Carlos Vital Tavares Corrêa Lima, presidente do Conselho Federal de Medicina; e Otto Fernando Batista, presidente da Federação Nacional dos Médicos (Fenam).

Concluindo seu mandato de oito anos à frente da Confederação, Eudes de Freitas Aquino comentou como o cenário da saúde mudou no período e as ações colocadas em prática para proteger o Sistema Unimed, seus cooperados e clientes. Destacou também o diferencial cooperativista como força motriz da Unimed e sua força como instrumento de transformação social. “Deixo uma mensagem de otimismo a todos nós e meus votos de confiança nas diretorias que estão assumindo e no sistema cooperativista”.

Orestes, em seguida, agradeceu à Diretoria Executiva da qual foi vice-presidente entre 2013 e 2017 e saudou seus novos colegas, eleitos em 29 de março.

“Sei que a expectativa gerada com a entrada de dirigentes é sempre grande e isso aumenta a responsabilidade. Mas também sei que existe um exército de dirigentes das nossas cooperativas fazendo a engrenagem do Sistema Unimed rodar, achando novas soluções e promovendo uma boa evolução. É com essas pessoas que contamos para ajudar em nossas tarefas”, afirmou.

Dentre os desafios que serão enfrentados nos próximos anos estão envelhecimento populacional, a necessidade de inovação e melhoria de processos, evolução tecnológica, equilíbrio econômico-financeiro e um dos mais importantes: a mudança do modelo assistencial, de curativo para focado em prevenção e atenção integral à saúde, zelando pela qualidade de vida das pessoas, com conforto e segurança, e ocasionando eficiência de custos. “Hoje, em nossas cooperativas, existem cerca de 50 núcleos que vêm trabalhando nesse sentido e a infraestrutura necessária está sendo implementada. A inserção de atenção primária na cadeia assistencial é fundamental para a sustentabilidade de qualquer sistema de saúde”, pontuou Orestes, reforçando o protagonismo que o Sistema Unimed deve ter nessa discussão e execução.

Mohamad Akl, que, na ocasião, também assumiu como diretor Administrativo da Unimed Participações, fez um balanço de sua gestão à frente da CNU, da qual foi presidente de 1998 a 2017. Ressaltou a equilibrada carteira de 1,5 milhão de beneficiários, sendo a sexta maior operadora de planos de saúde do Brasil de acordo com a ANS, e o trabalho realizado para a portabilidade da Unimed Paulistana, em 2015. “Cada administrador imprime seu ritmo e tem suas visões empresariais no comando das organizações. Transformações são positivas porque na natureza tudo se transforma, desenvolve-se e evolui.”

Alexandre Ruschi comentou compreender que as equipes serão muito exigidas pelas circunstâncias do Sistema e do setor de saúde e que “cooperativas têm que gerar resultados que permitam investir em infraestrutura e patrocinar uma remuneração justa aos nossos cooperados”, acrescentando: “Seremos muito pacientes, mas não hesitaremos em apontar caminhos e soluções, por mais difíceis que sejam. No dia a dia, somos testados em todos os aspectos por situações que fogem do roteiro ideal. Haveremos de nos preparar para utilizar, além do conhecimento, a criatividade e inovação, melhorar o que já está bom e mostrar ao cliente, sempre, que ele estava certo em escolher a Unimed.”

A honra do momento, aliada à confiança e às expectativas depositadas por milhões de pessoas com esta transição cooperativista, foi relembrada por Helton Freitas, reeleito para a Presidência da Seguros Unimed. Ele anunciou que, após apenas três anos de existência, o fundo de pensão multipatrocinado do Sistema Unimed ultrapassou o patrimônio de R$ 800 milhões. Somando-se as reservas em planos de previdência aberta, são mais de R$ 1,6 bilhão que estão sob administração da seguradora. “Além da previdência privada e do seguro de vida, podemos, agora, oferecer aos cooperados a efetiva proteção do seu patrimônio frente a riscos pessoais e profissionais.”

O dirigente fez ainda uma homenagem a Rafael Moliterno Neto, seu antecessor na Seguros Unimed, que faleceu há dois anos.

O Núcleo de Atendimento Unimed (NAU), coordenado pela Unimed Participações em parceria com a Unimed do Brasil, Seguros Unimed e CNU, esteve presente na fala de Nilson Luiz May. Segundo o presidente reeleito, é uma iniciativa pioneira por se tratar de um recurso próprio nacional, administrado por empresas do Sistema, e demonstra de forma concreta a intenção de potencializar a integração entre elas daqui para a frente. Outra questão abordada por ele foi a conclusão da efetivação da Unimed Participações para sociedade anônima.

O secretário adjunto Eduardo Ribeiro Adriano focou na “renovação de laços, de posicionamento solidário do governo do Estado de São Paulo e da Secretaria Estadual da Saúde com o Sistema Unimed, em prol da construção de um sistema de atendimento à população paulista e brasileira cada vez melhor”.

Encerrando os discursos da noite, o presidente da ANS, José Carlos Abrahão, demonstrou interesse em viabilizar diálogos entre o órgão regulador e as empresas de saúde, em especial o Sistema Unimed devido à sua relevância no panorama nacional e o fato de ser formado por médicos. Também defendeu que o órgão regulador não deve ser visto como punitivo, pois tem interesse em se aproximar dos grandes atores e garantir aquilo que foi contratado.

“Diante das crises, temos que aproveitar a oportunidade com humildade, não submissão, de rever todo o relacionamento deste setor tão vital para todos nós. Temos que saber que, dentro da saúde, podemos divergir, mas, mais do que isso, perseverar sempre. Precisamos trabalhar desarmados, com as convergências, e olhar para os desperdícios. Temos que trabalhar não só o doente, mas a prevenção.”

A partir de agora, as organizações nacionais do Sistema Unimed – Unimed do Brasil, Unimed Participações, Seguros Unimed e Central Nacional Unimed – trabalharão para colocar em prática essas aspirações e conduzir o Sistema Unimed a uma nova realidade, alinhada ao momento atual do setor de saúde e já na busca por antecipar aquilo que se apresentará no futuro.

*Colaboraram as equipes de Comunicação da Unimed Participações, da Seguros Unimed e da Central Nacional Unimed.