Estados discutirão estratégia nacional para gestão de desenvolvimento humano

Estados discutirão estratégia nacional para gestão de desenvolvimento humano

Representantes de mais de 100 cooperativas paulistas participaram hoje do primeiro dia do Encontro Estadual de Agentes de Desenvolvimento Humano de São Paulo, realizado na sede da Ocesp, na capital. O superintendente do Sistema OCB, Renato Nobile, ao lado do presidente da unidade anfitriã, Edvaldo Del Grande, fizeram a abertura do evento que também contou com a participação de técnicos de 10 estados brasileiros.

Pelo Sistema OCB/RJ, participaram o Gerente de Desenvolvimento de Cooperativas do Sescoop/RJ, Daniel Granuzzo, a Coordenadora dos setores de Promoção Social e Formação Profissional do Sescoop/RJ, Cristiane Quaresma, e a Técnica de Promoção Social do Sescoop/RJ, Monique Neves.

O evento que está na segunda edição tem o objetivo de ampliar o conhecimento dos agentes sobre a ferramenta Gestão de Desenvolvimento Humano (GDH), capaz de administrar, acompanhar, organizar e consolidar as ações de treinamentos e de programas de formação e desenvolvimento social.

“O GDH é um software que permite realizar o planejamento das ações tanto de organizações estaduais quanto de cooperativas e é por isso que a presença dos agentes é tão importante, pois são eles os grandes responsáveis pela utilização dessa ferramenta”, comenta Renato Nobile, durante a abertura do encontro, cujo tema é “ADH como fator de desempenho e resultado na cooperativa”.

GDH EM SP – Atualmente são 144 cooperativas com seu Planejamento Anual gerido pelo GDH. Cada cooperativa possui pelo menos um Agente de Desenvolvimento Humano (ADH) habilitado a realizar o levantamento das necessidades de treinamento e de ações de promoção social, além de operacionalizar o GDH. Na maioria das vezes é vinculado a área de recursos humanos da cooperativa. Em 2015, a unidade do Sescoop em São Paulo capacitou técnicos de 153 cooperativas para utilização do GDH, sendo que, deste universo, 89 ADHs foram qualificados.

ESTRATÉGIA NACIONAL – Aproveitando o convite feito pelo Sescoop/SP aos outros estados (SP, PR, GO, RJ, ES, MS, TO, BA, CE, RN, PB, AP, RO e PE) que já possuem ou estão em vias de implantar o GDH, a unidade nacional do Sescoop realizará na quinta-feira, dia 9/6, uma oficina para discutir as estratégias de implantação do GDH e de atividades com os ADH’s nas unidades estaduais. A intenção é desenvolver uma orientação de trabalho que servirá de modelo a todos os estados interessados em formar figura do ADH como interlocutor entre a unidade e a cooperativa.

SAIBA MAIS – Por meio do software Gestão de Desenvolvimento Humano (GDH), é possível gerar relatórios gerenciais e operacionais de ações realizadas tanto por cooperativas quanto por organizações estaduais. Além disso, o GDH também possibilita:

– Maior segurança nas informações;

– Inserção e acesso ao Banco Nacional de Empresas e Instrutores;

– Cadastro dos beneficiários das ações desenvolvidas pelo Sescoop;

– Emitir relatórios de planejamento, execução, acompanhamento e controle;

– Maior agilidade na troca de informações entre Sescoop e cooperativa;

– Facilitar as atividades do dia a dia, tais como emissão de lista de presença e avaliação, lançamento de presença, tabulação de avaliações, etc.

 

Fonte: Brasil Cooperativo