Nova gestão unifica objetivos cooperativistas

Nova gestão unifica objetivos cooperativistas

Fomos reeleitos na presidência da Federação e Organização das Cooperativas Brasileiras do Estado do Rio de Janeiro (OCB/RJ). Lembro-me da campanha, dos projetos, das reuniões calorosas e da luta no sentido de assegurar transparência e ética ao processo eleitoral. Foi uma fase em que vivenciamos a superação de obstáculos, o que contribuiu para lapidar o meu amadurecimento.

Resguardadas as proporções, presidir o Sistema OCB/Sescoop, estadual ou nacional, governar um estado ou um município, gerir uma cooperativa, grande ou pequena, requer competência, sabedoria e humildade.

Competência para assegurar firmeza, consistência e foco na condução dos negócios num ambiente complexo e competitivo. Sabedoria para nortear as decisões, permitindo escolhas justas e adequadas às circunstâncias. Humildade para impedir que a vaidade e o estrelismo se anteponham entre nós e a realidade, impedindo-nos de enxergar as justas reivindicações daqueles que nos outorgaram a missão de representá-los.

São muitos os desafios e muitas as frentes de trabalho. Precisamos investir no fortalecimento da imagem das instituições e do cooperativismo. Num mundo em que as transformações rápidas aumentam a competitividade e afligem o trabalhador torna-se urgente disseminarmos a cultura cooperativista, os seus valores, a sua história, os exemplos clássicos e o quanto ele pode contribuir para o bem-estar social.

Lembremo-nos de que a sustentabilidade e o engrandecimento do cooperativismo dependem da renovação planejada do quadro de associados e dirigentes. Precisamos profissionalizar a gestão, capacitando empregados, gestores e demais agentes. É necessário promover e estimular a intercooperação, um dos princípios basilares. Envidaremos esforços para tornar realidade essa mudança de postura que pode contribuir para o crescimento de todos, sem exceção.

Os próximos quatro anos serão um tempo de aprendizagem, de reconciliação, de resiliência e de aprimoramento da capacidade de escutar e de decidir com sabedoria. O início e o fim de cada fase da nossa vida configuram momentos singulares e inesquecíveis.

Saudações Cooperativistas.

Marcos Diaz – Presidente do Sistema OCB/RJ